E-Consulters Web - Hospedagem Premium

Por que tanto ódio, Glauber Braga?

0

Educação indica ser uma palavra desconhecida no vocabulário do parlamentar. Mais uma vez, Sérgio Moro foi vítima da extrema-esquerda e o ataque surgiu de um “velho conhecido”. O deputado Federal do PSOL, Gláuber Braga, anda perdendo a noção do ridículo, do comportamento de um agente público e é necessário deixar o discurso porco e hipócrita para trás, atualizar os conceitos. Sendo assim, cumprindo as regras acima. No tempo que me resta, fico pensando: O que Gláuber Braga e seu partido contribuiu para melhora do país? Quais propostas vão de encontro com a realidade e anseio da sociedade brasileira? NENHUM!

Em Julho de 2019, Sergio Moro participou de uma audiência para conversar sobre às mensagens roubadas e divulgadas pela Vaza Jato. Na ocasião, atual Ministro da Justiça e Segurança Pública afirmou que “não tem nada ali. É um balão vazio, cheio de nada”. Passadas oito horas de sessão, Moro se retirou após ser chamado de ‘ladrão’ pelo respectivo deputado. Pouco mais de sete meses do ocorrido, Moro retornou a Câmara para defender a aprovação da PEC 199/19 que recomenda a prisão após condenação em segunda instância que está em fase de debates na Comissão, em seguida, deverá ser colocada para votação em plenário.

Desta vez Moro foi chamado de “capanga da milícia” pelo deputado (é triste ter que chamá-lo assim) do PSOL. Porém, não deixou barato e respondeu de imediato:

“O senhor não tem fato, o senhor não tem argumentos, o senhor só tem ofensas. Você é um DESQUALIFICADO”, disse Moro.

Para ser honesto, nosso querido Sérgio Moro foi educado demais. Talvez isso tenha incomodado o deputado, porque como disse no início do texto este parlamentar carece de educação, postura, atuação como deve ter um agente público. Por vez, um pouco mais a frente Moro rebateu outra fala da criatura bizarra em relação à milícia. Pois no pacote Anticrime enviado pelo ministro transformava grupos como milicianos em organizações criminosas e o partido do próprio deputado foi contra a modificação. Será que é Sérgio Moro que defende milicianos? Fica a pergunta!

Não é de hoje que partidos como PSOL atuam de forma ridícula, esconde a falta de preparo e educação com frases clichês, xingamentos, etc. Às propostas defendidas com notoriedade pelos militantes e alguns psolistas são legalizações de drogas, divisão entre negros e brancos, rico e pobres, além de ditaduras mundo a fora que são constantemente elogiadas publicamente e homenageadas pelas Câmaras Estaduais e Federal. Não atoa que o deputado foi denunciado na Comissão de Ética da Câmara e assim poderá até ter o seu mandato cassado. Diariamente, Sérgio Moro é coroado com o carinho e respeito popular,  nade autoridades nacionais e internacionais. Enquanto Braga, vive da influência (se é que tem) de militantes preguiçosos que ainda sobrevivem na aba dos pais. Gente como Glauber Braga deve ser presenteado com um único gesto: O desprezo!

Deixe seu comentário