E-Consulters Web - Hospedagem Premium

Oprah Winfrey e a saga dos amigos abusadores sexuais.

2
A famosa apresentadora americana, Oprah Winfrey, recentemente excluiu o vídeo da entrevista com o médium João de Deus (John of God), após denúncia de abuso sexual de quase uma centena de mulheres, no Brasil e no exterior.

A apresentadora e produtora não vem tendo muita sorte com as amizades que cercam a sua vida. Depois que Harvey Weinstein, até então um dos diretores mais conceituados – e respeitados – de Hollywood, foi acusado de estuprar e assediar dezenas de mulheres e atrizes da indústria cinematográfica dos EUA, a relação de amizade da apresentadora com o diretor começou a levantar questionamentos.

Oprah sabia das “relações” de bastidores de Harvey e acobertava? Mesmo sendo uma das principais militantes do Movimento (hipócrita!) #MeToo (contra o assédio e o abuso sexual) por que Oprah Winfrey continua a apoiar o tal amigo? 

(Foto: Kevin Mazur/WireImage)

Outro diretor de Hollywood que chegou a defender a “inocente” Oprah foi James Gunn (Guardiões da Galáxia), dizendo que é “sem sentido” acusar as pessoas apenas pelas relações de amizade que elas têm. Por incrível que pareça, meses após defender Oprah, James Gunn foi demitido pela Disney após vazarem mensagens dele no Twitter fazendo piada com pedofilia, estupro e aids.

Agora, o nome de Oprah Winfrey volta à mídia após a apresentadora remover da internet o vídeo da visita (à qual se disse ‘Maravilhada!’) que ela fez ao médium João de Deus em 2012. E por que Oprah deletou o vídeo? Porque o tal médium está sendo acusado de estupro, abuso e assédio sexual por mais de 70 mulheres, no Brasil e no exterior e, mais uma vez, Oprah, uma das madrinhas do Movimento #MeToo (lembram?) quer fingir que não tem nada a ver com isso, que são só “coincidências”, que ela não protegeu, não tem amizade e nem deu fama internacional a mais um abusador sexual de mulheres ao redor do mundo. Várias mulheres levantaram até um movimento, nas redes sociais, chamado #OprahWeNeedYou cobrando um posicionamento da apresentadora sobre o médium brasileiro.

Antes mesmo de decidir se disputará contra Donald Trump a próxima eleição à presidência dos EUA em 2020, conforme algumas conversas de bastidores da mídia, Oprah, que se diz cristã, deveria dar mais atenção àquele ditado que diz “Diga-me com quem andas e te direi quem és!“, uma das muitas interpretações da palavra de Deus que a Bíblia traz no livro de Provérbios: 

“O que anda com os sábios ficará sábio, mas o companheiro dos tolos será destruído.” – Provérbios 13:20

]]>

2 comments

Deixe seu comentário