E-Consulters Web - Hospedagem Premium

OMS retardou alerta global a pedido da China, diz relatório

Xi Jinping realizou o pedido a Tedros Adhanom pessoalmente; Organização nega
0

Donald Trump terá motivos suficientes para manter o “embargo” dos Estados Unidos a Organização Mundial da Saúde, OMS. Um relatório considerado “bomba” foi divulgado pelo jornal alemão Del Spiegel, contendo informações do Serviço Federal de Inteligência da Alemanha, Bundesnachrichtendienst, BND.

A publicação sugere que o ditador chinês se encontrou pessoalmente com o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, dia janeiro de 2020, e pediu “um adiamento de alerta global” do COVID-19. Para o serviço de inteligência, o mundo perdeu cerca de quatro a seis semanas para combater o vírus.

Segundo a agência, “no dia 21 de janeiro, o líder da China, Xi Jinping, pediu ao chefe da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, para aguardar mais um pouco sobre informações de transmissão de humano para humano” e adiasse um alerta de crise mundial.

O BND estima que a política de informações da China tenha perdido de quatro a seis semanas no combater o vírus em todo o mundo“.

Em comunicado, a OMS afirma que “Dr. Tedros e o Presidente Xi não se pronunciaram em 21 de janeiro e nunca se falaram por telefone“.

Deixe seu comentário