E-Consulters Web - Hospedagem Premium

MP multa empresa por “maus-tratos” por ter animais na embalagem

Sim, ter uma embalagem ILUSTRATIVA representando animais, alguns que nem existem no Brasil, agora virou crime!
0
Foto: Reprodução

No último dia 11 de novembro, os promotores de Justiça Júlio César Luciano e Luciana Imaculada de Paula fecharam um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a empresa Granado, para adequação de publicidade com desenhos de animais. A empresa foi ”enquadrada” na Lei Estadual nº 21.159/2019, que veda prática circense que submeta espécies animais a abusos e maus-tratos, e a Lei nº 5.197/67, que proíbe o exercício da caça, incluindo o safári, no território nacional.

Sim, ter uma embalagem ILUSTRATIVA representando animais, alguns que nem existem no Brasil, agora virou crime!

No acordo, a empresa Granado compromete-se a cessar, em Minas Gerais, a produção e a venda de embalagens externas de perfumes e cosméticos e campanhas publicitárias em meio físico com as ilustrações. A marca também comprometeu-se a manter, por seis meses, em todas as lojas físicas e virtuais, materiais de conscientização sobre a importância do apoio às causas de proteção animal.

E claro, mais um empreendedor sendo desestimulado a ter negócios no pais, a Granado ainda terá que pagar R$55mil reais em projeto de educação ambiental humanitária, direcionado a alunos dos ensinos infantil e fundamental, no valor de R$ 20 mil, e pagará R$ 35 mil à instituição social Asas e Amigos da Serra, de Juatuba, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Que a Kellogg’s tome cuidado, porque em breve pode ser denunciada por maus-tratos, alguém já viu um tigre em situação natural fazer o sinal de ”beleza”?

 

Foto: Reprodução

Confira a nota do MPMG sobre o processo, no qual o mesmo ”celebra” o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a empresa.

Deixe seu comentário