E-Consulters Web - Hospedagem Premium

Juíza condena jovem que teve testa tatuada

Ruan, ganhou notoriedade após ter a testa tatuada com a frase "eu sou ladrão e vacilão" em 2017, quando ainda era menor de idade.
0

Sandra Regina Nostre, juíza da 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo, condenou Ruan Rocha da Silva, 18 anos, a 4 anos e 8 meses de prisão. Em fevereiro, o jovem foi detido após furtar um celular e um agasalho de funcionários de uma unidade de saúde em São Bernardo do Campo. Na sentença, a juíza classificou o rapaz como uma pessoa “perigosa ao convívio social”, além do histórico negativo na vida do crime quando ainda era menor de idade.

Em 2018, Ruan também foi preso após tentar furtar cinco desodorantes de supermercado em Mairiporã, (SP), mas foi liberado depois do pagamento de uma fiança no valor de R$ 1.000 e respondia ao crime em liberdade.

Ruan ficou conhecido no Brasil inteiro após ter a testa tatuada com a frase “eu sou ladrão e vacilão”. O garoto foi detido e acusado de roubar uma bicicleta em São Bernardo do Campo em 2017. 

Deixe seu comentário