E-Consulters Web - Hospedagem Premium

CPMI das Fake News: Jornalista teria oferecido sexo em troca de informações

Ex-funcionário de uma empresa de impulsionamento de mensagens revelou a história em depoimento a CPMI; Jornalista nega
0

No depoimento prestado na tarde desta terça-feira, (11), além de entregar Rui Falcão e o PT, Hans River do Rio Nascimento ex-funcionário da Yacows, afirmou que a jornalista correspondente internacional da Folha de São Paulo, Patrícia Campos Mello “propôs sexo” em troca de informações que estavam salvas em seu notebook.

“Ela queria sair comigo e eu não dei interesse a ela. Ela parou na porta da minha casa, e se insinuou para entrar com proposta de pegar a matéria. Ela se insinuou, eu falei que ela não poderia entrar, ela queria ver o meu computador inclusive trouxe para o flat onde a gente estar. E quando cheguei na Folha de São Paulo, ela escutou a negativa, o destrato que dei e deixei claro que não fazia parte do meu interesse a pessoa querer um determinado tipo de matéria a troco de sexo, que não era a minha intenção. A intenção era ser ouvido a respeito do meu livro”, disse ele.

Folha e Patrícia Campos Mello respondem

A Folha soltou uma nota afirmando repudiar às palavras direcionadas à jornalista e disse que vai publicar “documentos que comprovam” a reportagem.

A jornalista Patrícia Campos Mello reagiu ao depoimento acusando Hans River de mentir na CPMI e publicaria uma “reportagem com áudios, vídeos, fotos, planilhas e trocas de mensagens do senhor Hans River”.

Deixe seu comentário