E-Consulters Web - Hospedagem Premium

Correspondente do ABC em Cuba é detida por cobrir protestos

Segundo a ditadura, a jornalista foi presa por “desordem pública”
0

A jornalista independente e correspondente do “ABC” em Cuba, Camila Acosta, que estava em prisão domiciliar após reportar os protestos contra o regime do ditador Miguel Díaz-Canel, foi novamente detida, conforme noticiado pelo ‘Cubanet’, outro meio para o qual trabalha.

“Hoje conto dez dias de confinamento domiciliar forçado, com vigilância 24 horas, depois de passar quatro dias na prisão, mantida incomunicável, acusado de desordem pública por reportar os protestos de 11 de julho. Não sou livre, pelo contrário, estou aguardando julgamento”, disse a jornalista no Twitter.