E-Consulters Web - Hospedagem Premium

Projeto de lei que motivava protestos em Hong Kong é retirado de pauta

Após meses de protestos e uma crise jamais vista, Carrie Lam retira projeto de lei autoritário que permitia extradição para China continental
0

A chefe do executivo de Hong Kong anunciou nesta quarta, (04), a desistência do projeto de lei de extradição. O comunicado ocorreu depois de uma reunião com parlamentares e delegados de Hong Kong, no Congresso Nacional do Povo da China. A líder do governo sinalizou arrependimento e chamou para si toda responsabilidade afirmando que “causou um dano imperdoável”, caso coubesse a ela, pediria desculpas e renunciaria ao cargo.

Durante três meses Hong Kong viveu momentos tensos depois da apresentação de um projeto de lei que mirava transferência de cidadãos honconguês para serem julgados pelo tribunal da ditadura chinesa. A reação foi imediata com milhões de cidadãos tomando as ruas pedindo a retirada do projeto e mais democracia. Apesar da retirada do projeto, manifestantes pedem anistia aos ativistas presos durante os atos e uma investigação sobre uso da força policial. Porém, a última reivindicação foi contestada e não entrou em pauta.

A China assumiu controle de Hong Kong em 1997 com algumas propostas de proteção e liberdade, apesar de ser uma região “semiautônoma, aprovação da lei deixaria a localidade mais próxima do sistema jurídico da tirania comunista.

Deixe seu comentário